[ editar artigo]

Ninguém te procura pelo seu site? Entenda o motivo.

Ninguém te procura pelo seu site? Entenda o motivo.

A palavra "Tecnologia" para você, advogado, quando utilizada por especialistas pode soar como algo complexo, certo? Fazendo uma analogia com o Direito, considere que diversos termos jurídicos comuns no seu dia-a-dia e até mesmo a simples lógica de tramitação de um processo no judiciário, também nos coloca em uma posição de "leigos" no assunto.

Pois bem, nossa missão aqui é abordar o assunto de forma totalmente descomplicada (o mesmo que pedimos aos nossos clientes advogados quando salientamos a importância de evitar o Juridiquês, rs.) Além do vídeo que eu recomendo fortemente que você assista, reforço alguns dos "segredos tecnológicos" que você poderá utilizá-los em seu site e que fará toda diferença no resultado das suas ações de marketing jurídico. 

Antes disso, gostaria de compartilhar meu ponto de vista contigo:

Entender, interpretar e executar são três coisas bem diferentes quando se trata de tecnologia para sites. Considero que entender o propósito de cada ferramenta e o motivo de utilizá-la em seu site, é o único conhecimento que, ao meu ver, você deve focar. As demais, sem dúvida recomendo que terceirize para profissionais que serão mais eficientes, reservando o seu tempo para gerenciar o que é mais importante - clientes e processos.


Detalhes sobre o comportamento dos seus clientes jurídicos que você desconhece.

Sim, com o uso das ferramentas apropriadas, é possível saber de forma anônima o comportamento de cada usuário, transformando intuições em fatos sobre o que você acha que os seus clientes realmente fazem ao acessar o seu site.

Observe estes 10 exemplos de respostas que é possível obter a partir do seu site:

a. Volume de acesso mensal e origens de tráfego - redes sociais, google, indicações, etc. 
b. Quais termos de pesquisa foram utilizados para chegar ao seu site.
c. Principal página de visitação do site, local de maior impacto visual e engajamento.
d. Quanto e em quais páginas eles permanecem mais tempo.
e. Quais partes do site chamam mais atenção do seu público, o que eles de fato leem, clicam ou interagem.
f. Que detalhes importantes estão passando despercebidos e você deveria torná-los mais atrativos.
g. Em que momento eles resolvem ir embora sem estabelecer contato com o seu escritório.
h. E para aqueles que estão indo embora, como obter ao menos o e-mail deles para contato posterior.
i. E para os que foram sem deixar o contato, como criar uma campanha de remarketing para impactá-los nas redes sociais.

Eu poderia passar um bom tempo descrevendo as possibilidades de análise comportamental do seu público-alvo em seu site jurídico, mas acredito que as questões acima já tenham lhe dado uma boa noção de que você provavelmente não está dando a devida atenção ao assunto.

Pense comigo: se o cliente entra no site do seu escritório e vai embora, o que ele esperava ver e você não está mostrando? O que está faltando para convencê-lo de que o seu escritório é o mais apropriado para atendê-lo?

Entre as inúmeras possibilidades de resposta (de acordo com o seu público-alvo e ações de marketing jurídico ativas), neste momento, reforço a que eu considero a mais importante:

"Se no mínimo 10% do acesso mensal em seu site não estabeleceu contato contigo, certamente você não está transmitindo autoridade no assunto que eles procuram."


Grandes escritórios tem a vantagem do branding ou "peso da marca", no entanto, é comum vermos sites robustos e com atualizações constantes, incluindo: artigos sobre assuntos relevantes, menções na imprensa, premiações, apoios em projetos sociais, cursos, palestras e participações dos advogados, entre outras inúmeras formas de manter o seu site atualizado, ou seja, sendo pequeno ou grande, deixar o site "abandonado" mostra muito sobre a organização do seu escritório.

Se você é um advogado iniciante ou possui um pequeno escritório, o melhor caminho é se diferenciar gerando conteúdo de valor e mostrando sua autoridade no assunto que o seu público-alvo procura.

Conheça 10 sites de advocacia que embarcamos tecnologias para torná-los mais eficientes em ações de marketing jurídico (é o que chamamos internamente de: sites que geram negócio!):

www.ntadvogados.com.br (Trabalhista)
www.crmm.com.br (Full-service)
www.vec.adv.br (Empresarial)
www.belloni.adv.br (Família)
http://opportunity-consultoria.com/ (Tributário)
http://mtv.adv.br/ (Franchising)
https://sveiga.adv.br/ (Mediação)
www.scholante.com (Aduaneiro)
www.previdenciario.meloadvogados.com.br (Previdenciário)
http://www.previdenciario.bogoadvocacia.com.br/ (Previdenciário)

No vídeo, reforço outros detalhes que farão a diferença nas suas ações de marketing jurídico tendo como principal referência o seu próprio site:
 


Uma das especialidades na 3MIND é justamente a criação de sites para escritórios de advocacia, modéstia a parte, somos referência no Brasil por termos uma equipe de UX e desenvolvedores dedicados exclusivamente para o setor, mais uma característica que reforça nossa posição como a Maior agência de Marketing Jurídico do País.

Deixe o seu comentário ou entre em contato enviando suas dúvidas sobre as tecnologias comentadas, terei o maior prazer em orientá-lo.

Abs.

Guilherme Barbosa
Especialista em Marketing Jurídico

3MIND Marketing Jurídico
Guilherme Barbosa
Guilherme Barbosa Seguir

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Ler matéria completa
Indicados para você